Consolação: 8 lugares imperdíveis para se divertir

Por Eduardo Merli

De origem religiosa e fundado no século 18, o bairro da Consolação somou influências das mais diversas com o tempo e hoje é o epicentro da diversidade cultural de São Paulo. Cafés, teatros, cinemas, galerias de roupa, espaços culturais e baladas alternativas e inclusivas pontilham pelos seus 3,7 km². Conheça os lugares imperdíveis para se divertir na Consolação.

Como chegar na região

A estação Paulista (linha-amarela) é o melhor ponto para começar a explorar o bairro, pois fica perto das principais atrações. Ela se conecta com a estação Consolação (linha-verde). Na rua da Consolação também passam ônibus vindos de diversas regiões da cidade.

Como se locomover

Além do metrô e ônibus, o bairro é amplamente conectado por patinetes e bicicletas de aluguel. É possível caminhar por todos os principais pontos culturais sem grande estresse.

Melhores dias a horários

Na segunda, trabalhadores pagam meia entrada no Cine Belas Artes. Às terças, muitos museus e espaços culturais em São Paulo têm entrada gratuita. Aos domingos o movimento na região é reduzido em virtude do fechamento da avenida Paulista, portanto se torna um dia interessante para conhecer alguns dos lugares para se divertir na Consolação.

Onde comer

Depois das compras ou antes mesmo do passeio, o Trampolim Startup Café é boa pedida. Além de café, é restaurante, espaço de eventos. O café serve almoço e jantar no sistema bufê, de segunda a sexta, a partir de R$ 10 (até 200g). Jantar e aos fins de semana, cardápio à la carte, com preços e pratos que podem ser consultados pelo site. Um dos pratos hits da casa é o pudim de paçoca da Fabi, chef do café. Algumas receitas também, como a sopa de abóbora.

www.cafetrampolim.com.br

IMS – Instituto Moreira Sales

Além da arquitetura contemporânea e de ser bem próximo à Consolação (no fim da Paulista), o IMS reserva em seus nove andares exposições, cineteatro, biblioteca fotográfica e loja-livraria. Avenida Paulista, 2424 – Consolação. www.ims.com.br.

Passagem Literária

Venda de livros, exposições e até mesmo música ao vivo te aguardam nesta passagem subterrânea bem embaixo do primeiro farol da Consolação (no encontro com a Paulista). Endereço: ao lado do Riviera Bar e do Caixa Belas Artes

Petra Belas Artes

Conhecido pela programação alternativa que sempre privilegiou o cinema de arte e ofereceu exibições de filmes clássicos, o Belas Artes se tornou um ponto de resistência aos cines comerciais. Neste mês, exibe uma programação especial com os filmes candidatos ao Oscar. Endereço: Rua da Consolação, 2423. https://www.belasartescine.com.br/

Espaço Desmanche

Antigo Vegas, uma das baladas mais famosas da Rua Augusta, o Desmanche abriga duas pistas de dança com iluminação em led digital, mezanino, lounge e decoração inspirada em desmanches de carros dos anos 70. Semanalmente acontecem festas alternativas com djs e músicos que tocam do rock à música eletrônica. Rua Augusta, 765. http://espacodesmanche.com/


Cemitério da Consolação

São mais de 300 esculturas e mausoléus. No cemitério estão sepultados Mário de Andrade, Tarsila do Amaral, Militão Augusto de Azevedo, a família Matarazzo, a Marquesa de Santos e Monteiro Lobato. Lá também está a Pietà (rua 35, terreno 1), uma escultura impressionante de granito feita em 1923 por Victor Brecheret, grande escultor modernista.

As visitas guiadas, para o público geral, no Cemitério da Consolação, acontecem todas as terças e sextas-feiras às 14h.

Já para grupos escolares acontecem todas as quartas-feiras, às 10h e às 14h, somente neste dia e horários.

Os interessados devem entrar em contato através do e-mail: assessoriaimprensa@prefeitura.sp.gov.br.

Rua da Consolação, 1660.

Endossa

Reúne várias marcas descoladas nos diversos boxes espalhados pelo espaço. O público encontra por ali itens de decoração, vestuário, acessórios no geral e até produtos mais criativos. Há sempre novas marcas chegando.

Endereço: R. Augusta, 1372 – Consolação https://endossa.com/

Frou Frou Vintage

É um dos lugares mais descolados para garimpar roupas na capital paulista. Tem uma pegada vintage e que valoriza a moda sustentável, mas você pode encontrar peças de grande marcas famosas também.

R. Augusta, 725 – Consolação. https://froufrouvintage.com.br/

Espaço Fábrica Augusta

Espaço colaborativo que reúne diversos aspectos da vida paulistana: arte, design, moda e entretenimento. Por ali, você vai encontrar um pouco de tudo: objetos de decoração, roupas, obras de arte, acessórios e até bar.

R. Augusta, 1283 – Consolação. https://www.facebook.com/fabricaaugusta/

Nossa sopa de abóbora ajuda a perder peso

Além de uma ótima fonte de carboidratos complexos, que promovem saciedade por mais tempo e apresenta um baixo nível de calorias, as abóboras e a sopa de abóbora são ótima opção de alimento para quem busca perder peso. Além disso, é rica em fibras, zinco, ferro, cálcio, magnésio, vitaminas A, C, E e proteínas.

Aqui no Trampolim, café e restaurante na região da avenida Paulista e Consolação, servimos uma sopa de abóbora – leve e saborosa. Sua base é a abóbora japonesa, que possui concentração de betacaroteno, bem como a presença elevada de complexo B, vitaminas A, C e E, fibras, potássio e ferro. Isso faz com que a abóbora cabotiá (como também é conhecida) seja um forte aliado contra o envelhecimento, ajude no fortalecimento dos ossos e dentes.

Nossa chef de cozinha Fabi Caetano, separou especialmente para o Blog do Trampolim a receita da iguaria, vendida em nosso cardápio – no almoço, jantar e para uma refeição da tarde – por R$ 20.

Sopa de abóbora do Trampolim Startup Café, café e restaurante nana Consolação

Gostou deste post?

Confira também a nossa receita de pudim de paçoca, um dos hits do Trampolim, na região da Consolação e avenida Paulista

Sopa de abóbora do Trampolim

INGREDIENTES

1 abóbora japonesa

5 abobrinhas italianas

2 cebolas grandes

5 dentes de alho

1 alho-poró

1 ramo de salsão

2 folhas de louro

50 gramas de cebolinha

MODO DE FAZER

Descasque a abóbora japonesa, retire as sementes e corte-a em pedaços médios. Corte em rodelas a abobrinha italiana. Pique os demais ingredientes (menos o louro)

Frite a cebola. Assim que ela estiver dourada (aparência transparente), acrescente os demais ingredientes que picou.  Cubra tudo com água. Acrescente as folhas de louro e sal a gosto

Cozinhe até que as abóboras estejam bem macias

Retire o louro. Bata tudo no liquidificador

Voltar a sopa para a panela e acrescentar salsinha bem picada

Aprenda como fazer o pudim de paçoca da Fabi, um clássico do nosso café na Consolação

Ele já é um clássico no Trampolim Startup. Seja para finalizar o almoço em nosso restaurante na Consolação ou mesmo para acompanhar um café depois de um passeio na região da avenida Paulista.

O pudim de paçoca foi criado pela nossa cozinha-chefe e nanofornecedora Fabiana Caitano de Lima, que escreveu para o blog do Trampolim a sua receita para o deleite dos clientes:

Pudim de paçoca da Fabi

Ingredientes

4 ovos

Suco de ½ limão

1 lata de leite condensado

200 ml de leite

200 ml de leite de coco

6 unidades de paçoca

½ xícara (chá) de açúcar (ou o suficiente para caramelizar a forma)

Modo de preparo

No liquidificador, bata os 4 ovos e, na sequência, despeje o suco de limão e bata por mais três minutos. Na sequência, misture o leite, o leite condensado e o leite de coco. Bata até ficar homogêneo. Reserve. Em uma panela, despeje o açúcar e leve ao fogo médio até caramelizar e tomando cuidado para não queimar. Desligue o fogo e despeje o caramelo no fundo de uma forma com buraco no meio. Em seguida, jogue a mistura do liquidificador na forma. Reserve. Quebre as paçocas em pedacinhos e despeje na forma. Leve ao forno 180 °C, em banho-maria, por cerca de 40 minutos. Retire do forno, espere esfriar e sirva.

Saiba mais sobre nosso cardápio para almoço ou café na região da avenida Paulista ou da Consolação em nosso site!

pudim-de-paçoca-café-trampolim-consolação

Sobre o Trampolim

Seja no café da manhã, da tarde ou no almoço, mais de 70% dos pratos oferecidos pelo Trampolim, um epsaço para café e almoço na Consolação e região da avenida Paulista, vêm de nanoprodutores. O restante é produzido em nossa cozinha. Neste momento, entra uma mão-de-obra especial, resultado de parcerias com ONGs que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade econômica ou social.

São entidades como o Afrobusiness (voltada para a população negra), o Centro Social Menino Jesus (localizado no Jardim Mirna, no extremo sul da cidade) e o Estou Refugiado (que auxilia estrangeiros de várias diásporas).

Estas pessoas fazem do Trampolim mais do que um café. Somos um espaço de múltiplas ideias e abraçamos projetos de vida. Estimulamos nossos funcionários a buscar novos desafios na carreira, investindo em educação e aprendizagem profissional.