Máquinas de café expresso caseiro: como escolher?

Muitos apaixonados por café não se limitam a provar a bebida apenas em cafeterias, mas querem ter o prazer de tomar um bom expresso (ou espresso) em casa mesmo. Mais quais as melhores máquinas de café expresso caseiro? E como escolher a melhor? O que devo observar?

 

Tipos de máquinas de café expresso caseiro

Primeiramente é fundamental observar em qual o tipo de máquina pretende manipular o seu café. Há 3 tipos:

 

    1. De cápsulas – São daquelas em que não é preciso prática nem tampouco habilidade. É só ligar na tomada, colocar a cápsula comprada em supermercado no compartimento da máquina e apertar o botão para fazer a bebida. Por serem todas automatizadas, você ganha em comodidade, mas perde em controle de como deseja a bebida. As mais comuns são as da Nespresso, porém, as da Dolce Gusto, da Nestlé, ganharam o mercado, mas com tamanhos de cápsulas diferentes.
    2. Automáticas e superautomáticas – Nestas, o volume e a pressão são pré-definidos. A extração sai na medida do planejamento automático. É mais econômica, pratica e segura. Resulta em um café melhor que a de cápsula, e sem a necessidade de ficar preso em comprar as cápsulas. Você pode adquirir o grão que quiser. Algumas marcas mais recomendadas: Saeco, Gaggia, DeLonghi e Iura.
    3. Manual ou semiautomática – Para quem entende e quer fazer o café do seu jeito ou provar de vários jeitos diferentes para sentir a nuances de cada moagem e dosagem, as máquinas manuais ou semiautomáticas são as que mais oferecem recursos e possibilidades. Nelas, você pode colocar a granulação desejada, ajustar o volume do café entregue e a compactação. Marcas: Breville, com moedor acoplado ou sem moedor, DeLongui, Saeco.

 

 

Tamanho da sua máquina

 

Uma vez definido o tipo de máquina que vai querer adquirir, hora de analisar onde irá colocá-la em sua casa. Verificar se volume que sua máquina de expresso ocupa em sua sala ou cozinha parece óbvio, mas muitas pessoas não lembram deste detalhe inicial. Mais: não observam o comprimento dos cabos de alimentação, o que limita o melhor posicionamento no ambiente e faz recorrer a extensões e outros ajustes improvisados.

 

Preço da sua máquina de café expresso caseiro

 

Além do preço final do aparelho, é sempre importante conferir o preço das cápsulas (se for adquirir uma máquina deste tipo). Para os outros modelos, compare seus recursos disponíveis, como o tamanho do reservatório de água, se vem com moedor ou não acomplado, se possui tamper, as possibilidades de regulagens. Tudo pode lhe trazer maior ou menor custo-benefício.

 

Limpeza da sua máquina

 

Sempre leia o manual de sua nova máquina de café antes de comprá-la. Ou veja vídeos tutoriais no YouTube sobre sua manutenção (há vários, acredite). Isso o fará ter a certeza de que comprará uma máquina a qual conseguirá limpar sem muito custo.

 

Depois que comprá-la, não utilize detergentes ou materiais de limpeza abrasivos para limpar a máquina. Sempre limpe o equipamento com pano e escovinha (pode ser um pincel ou até uma escova de dente com cerdas macias), imediatamente depois de utilizá-lo.

 

Quer saber mais sobre café? Confira nossos outros posts:

Principais grãos para um bom café:

Os principais grãos para um bom café – Trampolim Startup Café (cafetrampolim.com.br)

Guia prático sobre moedores de café

Moedor de café: um guia prático – Trampolim Startup Café (cafetrampolim.com.br)

Receita de bolo de café

RECEITA DE BOLO DE CAFÉ – Trampolim Startup Café (cafetrampolim.com.br)

 

Conheça mais sobre o nosso café:

Estadão

Mais que café, Trampolim é como hub para empreendedor – Geral – Estadão (estadao.com.br)

Portal Aberje

Trampolim Startup Café da Accor oferece um salto na vida e nos negócios | Portal Aberje

Projeto Draft

Não parece, mas dentro deste hotel fica o Trampolim Startup Café, que acolhe nano empreendedores (projetodraft.com)

Saiba o que falam do nosso café no TripAdvisor:

TRAMPOLIM STARTUP CAFÉ, São Paulo – Comentários de restaurantes – Tripadvisor

Coworkings na avenida Paulista: dicas e tira-dúvidas

Coworkings na avenida Paulista. Eles não param de surgir. E nas regiões em seu entorno também. Há muitos tipos, tamanhos, preços e formatos para vários objetivos. Mas qual o ideal para quem tem um grande ou pequeno negócio?

A gente foi atrás. Os selecionamos e, a seguir, fizemos um tira-dúvidas com as principais questões que surgem na internet sobre coworking e escritórios compartilhados.

Locais para pequenos negócios:

2Work

Um coworking mais simples, mas não menos estruturado. Tem vários planos e opções e fica pertinho do metrô Brigadeiro.

Edifício Barão de Ouro Branco – Av. Paulista, 575 – conjunto 1903 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01311-911. 

Campus São Paulo

O Campus é um projeto do Google que busca oferecer uma estrutura completa para quem não está interessado em trabalhar em casa. Não é um coworking na avenida Paulista extamante, mas muito próximo. Tem wi-fi gratuito, cafeteria e lanchonete. São dois andares disponíveis para os membros. Para fazer parte da equipe é só se inscrever, não precisa agendar horários e nem participar de processo seletivo. Mas o espaço é concorrido, prepare-se.

Endereço: Rua Coronel Oscar Porto, 70 – Paraíso

Trampolim Startup Café

É uma cafeteria, restaurante e que possui muitas mesas e assentos confortáveis para trabalho. Cada uma delas conta com uma tela e cabos para apresentações. Recebe grupos de estudos de línguas estrangeiras, empreendedores dos mais diversos, educadores, escritores. Tem espaço para lives, telão e mesas maiores para reuniões, na qual é possível modular para gerar privacidade. Fica dentro do hotel ibis Budget Consolação e deste dispõe de toda estrutura de serviços hoteleiros. Se vier passar o dia não é necessário pagar nada, apenas uma consumação mínima no café. Se quiser abrir um plano fixo, basta acessar o site e detalhar a demanda ao gerente da unidade que irá passar os preços, geralmente bem acessíveis.

www.cafetrampolim.com.br

Café Trampolim é um Coworking próximo da Avenida Paulista e ao lado do Metrô Paulista
Café Trampolim: coworking, cafeteria, restaurante e eventos
Café Trampolim: coworking na região da avenida Paulista
Café Trampolim
Coworking na região da avenida Paulista

Centro Cultural de SP

O Centro Cultural de São Paulo está entre os lugares que se destacam na hora de escolher um espaço gratuito e bom para trabalhar. Também não é um coworking na avenida Paulista. Mas vale como tal para quem precisa de trabalhar a custo zero. Com amplas mesas, restaurante, wi-fi gratuito e a poucos metros do metrô, a estrutura faz sucesso entre os empreendedores.

Endereço: Rua Vergueiro, 1000 – Liberdade

Coworkings na avenida Paulista para grandes empresas:

Eureka Coworking – Rooftop Av Paulista

Possui escritórios privativos, compartilhados e salas de eventos. Apresenta até uma cozinha para suporte.

Av. Paulista, 2439 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01311-300

Club Coworking

Tem duas unidades, sendo a segunda na região da Faria Lima, no Itaim. É um espaço moderno e amplo, onde pode trabalhar sob 3 tipos de planos diferentes que vão de um módulo que chamam de home office indo até para startups com mais funcionários e maior estrutura envolvida. No site há o contato para acessar dúvidas e perguntas para cada tipo de plano.

Av. Paulista, 2028 – 11º andar – Bela Vista, São Paulo – SP, 01310-200

Outras opções:

Go Work

Tem 15 unidades em São Paulo, sendo 3 delas na região da avenida Paulista.

Perguntômetro do Trampolim: Coworkings

Coworking na avenida Paulista. Trampolim Café é logo ali.
O que é coworking?

Parece uma dúvida boba, mas há ainda muito desentendimento do que significa de fato. Trata-se de um local onde várias empresas e freelancers compartilham o mesmo ambiente de trabalho e ideias, dividindo entre si as despesas gerais e os locais de área comum. O local onde é possível trocar experiências com outros profissionais de áreas de atuação e de empresas diferentes, fazendo com que seja criada uma rede de networking fundamental para gerar insights, oportunidades de negócios ou parceiros de trabalho.

Como funciona o coworking?

Empresa ou freelancer, que precisa de um espaço para trabalho, fazer reuniões ou eventos, aluga uma estação de trabalho ou uma sala. Estão inclusas algumas facilidades oferecidas por este modelo, como recepção, internet, estrutura física e outros serviços. O que está disponível depende muito de local para local, e o “pulo-do-gato” é comparar e ver o que realmente vai usar com o que é oferecido e seus preços.

Você vai pagar um valor de acordo com a sua necessidade, mensalmente ou por hora que usar, dependendo do plano selecionado. Além disso, como são espaços colaborativos, para que funcione, você deverá seguir certas regras de boa convivência.

Quem trabalha em um coworking?

A gama é grande, e tem crescido mês a mês, aumentando as áreas abrangidas. Mas, geralmente, profissionais de TI, designers, profissionais de comunicação, advogados, arquitetos, professores, consultores, mentores, coaches, engenheiros e escritores.

Porque coworking é bom?

Senta que a lista é grande:

  • Redução de custo

Os espaços de coworking cobram um valor mensal muito menor do que o alto custo de um aluguel comercial e suas despesas – água, luz, faxina, segurança, internet. Sem contar que você não precisa se preocupar em montar um escritório. Também tem a vantagem de pagar apenas pelo tempo e pelos serviços que realmente usar, algo na moda hoje em dia.

  • Ter um endereço comercial

Muitos empreendedores precisam de um endereço comercial, mas não de um espaço físico para o seu negócio. É o caso de autônomos, como mentores, professores e designers.

  • Eventos e treinamentos

Reuniões, palestras, eventos, workshops e até treinamentos. Tudo cabe no coworking a preços módicos muitas vezes.

  • Networking

Troca de ideias e parcerias. O coworking é um gerador de conexões, pois todo mundo ali quer se conectar e busca novas oportunidades de negócio ou parcerias que valorizam marcas e empreendimentos.

  • Mais foco

Só entre nós: home office é confortável, mas, dependendo do espaço e dinâmica dos moradores pode ser um espaço complicado para centrar atenção em um projeto importante. No coworking todos estão ali com o mesmo objetivo e ainda o convívio pode lhe gerar insights para aquela proposta ou plano para o seu cliente.

Mas coworking ainda vale mesmo depois da pandemia?

Apesar do senso comum apontar para uma resposta negativa à esta pergunta, os números do mercado dizem o contrário, com vários espaços aumentando suas reservas. Com a necessidade de flexibilização, espaços adequados, redução de custos e grande estrutura e higiene fornecida estes lugares do futuro viraram já são realidade no presente. É o que aponta uma recente reportagem do Pequenas Empresas Grandes Negócios sobre o tema.

Coworking ou home office: qual o melhor?

Tudo vai depender de sua personalidade e objetivo de negócio ou carreira. Detalhamos algumas dicas de auto-conhecimento e o que avaliar nesta decisão em um post exclusivo do blog:

SE CHEGOU ATÉ AQUI, TEMOS MAIS SOBRE O ASSUNTO PARA VOCÊ!

Cafeterias-coworkings pertinho do metrô em SP

Coworkings nas regiões de SP. Reportagem do Estadão e que também cita o Trampolim Startup Café:

Restaurantes baratos na Consolação: 20 dicas

Restaurantes baratos na Consolação. Eles são muitos. A cada esquina há uma portinha sempre pronta para servir um lanche, pizza ou mesmo uma refeição generosa do dia a dia a preços camaradas. Reunimos na lista abaixo os que valem a sua visita.

Devido à pandemia da Covid-19, confira nos sites os atuais horários de funcionamento de cada casa ou se estão apenas em sistema de delivery ou take away.

Com wi-fi e perto do metrô

Um dos melhores lugares para matar a fome perto do metrô, na Consolação, e ainda curtir um ambiente descolado é o Trampolim Startup Café, colado na avenida Paulista. Sua grande vantagem no cardápio está na variedade e preço: um hambúrguer com fritas sai por apenas R$ 24,00. Já uma pizza, R$ 25,00 e uma maminha com arroz feijão e farofa, R$ 30,00. A Tapioca custa R$ 14, 00 e uma torta de limão, apenas R$ 12,00.

trampolim consolação restaurante
Salão alternativo do Trampolim Startup Café, na Consolação, em São Paulo
cafeteria consolação sanduíche lanchonete
O Trampolim Startup Café serve diversos burgers e lanches
picadinho_consolação_restaurante
Picadinho: prato de almoço caseiro no Trampolim Startup Café

Restaurante baratos na rua Augusta

Bem próxima à rua da Consolação, também há uma série de casas bem interessantes:

Hi Pokee

Dedicada ao poke havaiano, serve uma espécie de temaki aberto, mas sem alga e servido na panela. A pegada clean do ambiente agrada aos olhos.

R. Augusta, 2052

https://www.instagram.com/hipokee/

Tollocos

Outro ponto certo na Augusta é esta casa que serve burritos e outros pratos mexicanos. Opção delícia para as madrugadas do final de semana, em clima de fast-food e delivery.

R. Augusta, 1524

tollocos.com.br

Frevo

É uma lanchonete tradicional de São Paulo. Especializada em todos os tipos de sanduíche, tem parte do cardápio destinada aos hambúrgueres. Foi inaugurada em 1956 e a primeira casa foi aberta na Oscar Freire. Faz sucesso ainda os beirutes.

Rua Augusta 1563

http://www.frevinho.com.br/

Taqueria La Sabrosa

Lanchonete de especialidades mexicanas expressas turbinadas com ingredientes seletos. Ali, não há garfo nem faca. A ideia desta casa é que o cliente coma com as mãos a seleção de tacos.

R. Augusta, 1474

https://www.facebook.com/taquerialasabrosasp/

O pedaço da Pizza

Esta pizzaria faz o estilomisto de fast food e boteco. As fatias de pizzas são bem generosas e há sabores diversos e sempre bem saborosos.

R. Augusta, 1463

http://www.opedacodapizza.com.br/

BH Lanches

Tradicional e simples lanchonete localizada próxima aos cinemas da Augusta. É conhecida pelo seu sanduíche de pernil, mas também serve pratos do dia para o almoço, salgados e saladas. Funciona 24h.

R. Augusta, 1533

http://bhlanches.com.br/

Tonga Comedoria

Muitos orgânicos, PANCs e refeições veganas fazem parte do cardápio desta casa. Entre os pratos estão o quibe de abóbora com saladinha orgânica e o arroz negro com lascas de coco queimado e frango orgânico. São duas boas pedidas.

Rua Augusta, 1524

https://m.facebook.com/tongacomedoria/

Restaurantes baratos na Consolação: descendo a Consolação

Rumo à região central da cidade, também encontramos diversos endereços.

Igrejinha

Drinques clássicos e aperitivos ao som de indie rock, em clima descontraído, como se estivesse em casa.

R. Fernando de Albuquerque, 302

https://www.igrejinhabar.com.br/

Holy Burger

Bem perto da Universidade Mackenzie, foi inaugurada em 2014 e desde então tinha uma decoração fabril e bem simples até ganhar uma reforma recente que deu tons confortáveis ao salão. Serve petiscos, como asinhas frango, vários tipos de hambúrguer e drinques.

Rua Dr. Cesário Mota Júnior, 527

http://www.holyburger.com.br/

Pop Vegan

Oferece pizzas veganas e tradicionais a preços mais acessíveis. Também possuem versões doces.

R. Fernando de Albuquerque, 144

https://popveganfood.com.br/

La Tartine

Culinária francesa de bistrô, com opções de saladas, quiche de queijo de cabra e vinhos, em clima informal.

Rua Fernando de Albuquerque, 267

https://www.chefsclub.com.br/restaurantes/sao-paulo/la-tartine-3144

Restaurantes baratos na Consolação: outros endereços de bom custo-benefício

Dona Teresa

Rua Fernando de Albuquerque, 57

https://www.facebook.com/donateresabar/

Braz Eletrica

R. Antônio Carlos, 328

https://www.brazelettrica.com.br/


Michelluccio

R. da Consolação, 2396

https://www.pizzariamicheluccio.com.br/menu

O Mineiro

https://sites.google.com/view/omineironet/

Rua Matias Aires, 74

Pizzaria Nova Zi

Rua Fernando de Albuquerque, 270

http://www.pizzarianovazi.com.br/

Forno

Rua Cunha Horta, 70

http://www.fornosp.com.br/

Lá da Roça

R. Pará, 196

https://www.thefork.com.br/restaurante/la-da-roca-bar-restaurante-e-pizzaria-r275141#booking

Casa do Pão de Queijo

Rua Itambé, 134

http://www.casadopaodequeijo.com.br/

Mais restaurantes na Consolação

Restaurante na região da Paulista e Consolação: 30 opções

Cafeterias na Consolação

Cafeterias na região da Paulista e Consolação

ASSOCIE-SE AO TRAMPOLIM DE VANTAGENS E RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS COM DICAS SOBRE CAFÉ, RECEITAS E MUITA INFORMAÇÃO SOBRE EMPREENDEDORISMO.

Receita de sorvete de creme

Receita de sorvete de creme é bom demais, não? Nós, aqui no Trampolim, servimos sorvete no petit gateau (sempre com um bolinho quentinho) ou puro com caramelo.

Anote aí a receita para fazer na sua casa:

SORVETE DE CREME: INGREDIENTES

6 gemas

1 colher de chá de maisena

1 xícara (chá) de açúcar

1 e ¼ xícara (chá) de leite

1 xícara (chá) creme de leite fresco

1 colher de essência de baunilha

SORVETE DE CREME: MODO DE FAZER

Bata as gemas e o açúcar em uma tigela até obter uma gemada firme e clara. Acrescente a maisena e misture. Coloque o leite e o creme de leite em uma panela e leve ao fogo. Assim que começar a ferver, retire e despeje lentamente sobre a gemada, misturando bem.

Coloque a mistura novamente na panela e cozinha em banho-maria até engrossar. Retire do fogo e acrescente a essência de baunilha.

Deixe esfriar. Coloque em uma tigela larga e leve ao freezer.

Assim que começar a congelar, bata novamente. Coloque novamente no freezer ou congelador e repita o processo por mais 2 vezes. Deixe que congele totalmente e sirva.

Gostou desta receita de sorvete de creme?

Leia também outras receitas em nosso blog:

Pão de Ervas da Josi

Pudim de Paçoca da Fabi

Pudim de Café

Conheça mais sobre nosso café

Doçaria na Consolação: receita de petit gateau

Doçaria na Consolação não é algo difícil de se encontrar. Mas, se estiver andando pela região e estiver perto do metrô Paulista, nosso café também serve muitos docinhos e não desaponta!

Um dos doces mais queridos é o petit gateau. Não à toa. Bolinho quentinho, com creme aveludado por dentro que esparrama e se derrete na primeira colherada. Aqui, vem acompanhado de sorvete de creme.

Origem do doce

Não faltam hipóteses e chefs que reclamem sua autoria. Uma das mais comentadas é a de que o chef francês radicado nos Estados Unidos Jean-Georges Vongerichten seria o autor da iguaria. A receita teria surgido a partir de um erro: um desequilíbrio na proporção de farinha de trigo na preparação teria deixado o interior do bolo cremoso. E quando o bolinho foi quebrado… voilà.

Já em seu livro Minha Cozinha em Paris (editora Zahar), o chef pâtissier americano David Lebovitz comenta que há ao menos outras 3 teorias para a origem do docinho.

CONHEÇA 30 CAFÉS NA REGIÃO DA PAULISTA E CONSOLAÇÃO

Caso não esteja perto de uma doçaria na Consolação, muito menos do Trampolim Startup Café, não tem problema. A gente resolve esta carência! Abaixo, vai uma receita clássica de petit gateau para você fazer na sua casa:

Receita do Petit Gateau

Rendimento 8 porções

INGREDIENTES

150 g de Chocolate ao Leite

Meia xícara (chá) de manteiga

3 ovos

2 gemas

Meia xícara (chá) de açúcar

1 xícara (chá) de farinha de trigo peneirada

8 bolas de sorvete de creme

COMO FAZER

1           Em um recipiente refratário, derreta em banho-maria o chocolate e a manteiga.

2          Em outro recipiente, bata os ovos, as gemas e o açúcar até formar uma massa cremosa.

3          Adicione a mistura de Chocolate derretido e mexa bem.

4          Acrescente a farinha de trigo aos poucos e mexa delicadamente, até incorporar tudo.

5          Unte com manteiga e polvilhe com farinha de trigo 8 forminhas pequenas (10 cm de diâmetro) e distribua a massa entre elas.

6          Leve ao forno médio-alto (200°C), preaquecido, por cerca de 10 minutos. Desenforme ainda quente sobre pratinhos individuais e sirva a seguir, acompanhado de uma bola de sorvete

DICAS:

– O forno deve estar bem quente no momento em que for colocar os bolinhos, para que fiquem cremosos por dentro e firmes por fora.

– Ao tirá-los do forno, o centro ainda deverá estar mole.

Quer mais receitas?

Aprenda a fazer o Pudim de Paçoca do Trampolim Startup

Receita de pudim de café

Veja como fazer o pão de ervas servido em nosso café

Restaurantes na Consolação SP próximos de atrações

Por Eduardo Merli

Restaurantes na Consolação em SP são muitos. Mas os bons e bem próximos de cinemas, teatros e lojas de decoração e moda são apenas alguns no bairro da Consolação. Em cada endereço, há um lugarzinho gostos para fazer uma refeição rápida (ou memorável) e tomar aquele cafezinho com bolo. A seguir algumas dicas no bairro que tanto amamos, divididos por atração:

CINEMAS

Cine Belas Artes

Complexo de 6 salas de cinema com telas convencionais de tamanho médio que exibem filmes clássicos e de arte.

Endereço: R. da Consolação, 2423 – Consolação, São Paulo – SP, 01301-100, Telefone: (11) 2894-5781

https://www.belasartesalacarte.com.br/

Restaurantes próximos:

Trampolim Startup Café

Restaurante_trampolim_startup_Cafe_consolação_sp
nhoque_trampolim_cafe_consolação

Mix de cafeteria e restaurante, serve pratos rápidos em um menu enxuto, mesas afastadas, ambientes arejados. Cardápio e mais informações: https://cafetrampolim.com.br/

Espaço Itaú de Cinema

Aqui é o reduto de cinéfilos de carteirinha, com programação focada em filmes do circuito alternativo, produções independentes, longas nacionais e europeus.

https://www.itaucinemas.com.br/home/

Restaurantes na Consolação em SP mais próximos:

Gopala

Menu lactovegetariano elaborado com elementos da culinária indiana, num ambiente aconchegante.

Playarte

Com uma linha de filmes mais comerciais e mutos blockbusters, a redes de cinemas Playarte mantém dentro do Shopping Center 3 sua sala de cinema, pertinho da estação Consolação, na avenida Paulista.

https://www.playartecinemas.com.br/cinemas/bri

Restaurante na Consolação em SP mais próximo:

Praça de alimentação do Shopping Center 3

Espaço recheado de quiosques de fast food, como Pizza Hut, Mc’Donalds e Poke Poke.

http://www.shoppingcenter3.com.br/

Balaio

Fica no térreo do Instituto e trabalha no almoço e no jantar. Os pratos são individuais, como o arroz de linguiça bragantina ou para compartilhar, como a moqueca de caju. Tem opções vegetarianas, sanduíches e saladas. Para o happy hour, petiscos e coquetéis exclusivos.

https://balaioims.com.br/

LOJAS DE DECORAÇÃO

Verniz

Nem antiquário, nem galeria: Verniz é uma loja de peças antigas com curadoria cuidadosa, com itens vindos de leilões, depósitos, casas e fábricas desativadas, feiras e achados de rua. Há um pouco de tudo: de pinturas de família de 1860 a luminárias dos anos 90 – tudo menos peças contemporâneas.

https://vernizsp.com.br/

Restaurante da Consolação SP mais próximo

Mori Ohta Sushi

O restaurante japonês faz a linha casual chic, com pratos tradicionais e apresentações criativas em um ambiente contemporâneo.

http://www.ohtasushi.com.br/

Casa dos Lustres e Yamamura

Dois dos maiores espaços dedicados à compra e design de lustres em São Paulo. Referência em preço e variedade. Vale a visita.

https://www.shoppingdoslustres.com.br/

https://www.yamamura.com.br/

Restaurante próximo:

Trampolim Startup Café

Mix de cafeteria e restaurante, serve pratos rápidos em um menu enxuto, mesas afastadas, ambientes arejados. Cardápio e mais informações: https://cafetrampolim.com.br/

MUSEUS

Museu da Cidade de São Paulo – Chácara Lane

Promove a reflexão contínua das dinâmicas de construção da cidade física e simbólica, retratando sua diversidade cultural e a memória da população. Seus acervo, dividido em sete parte mostra fotografias de São Paulo (centro antigo, famílias de fazendeiros do café, imagens da construção da Biblioteca Mário de Andrade), bens tombados (cerca de 800 peças como ferramentas, peças sacras, porcelanas), 574 fitas cassetes originais produzidas por meio de entrevistas nas “oficinas de memória”, entre o final da década de 1970 até o início dos anos 2000, além de um relevante acervo de documentos sobre a história de nossa cidade.

exposição_museu_consolação
museu_são_paulo_consolação

Construído no fim do século 19, o casarão de 16 mil m² pertenceu ao missionário presbiteriano norte-americano George Chamberlain e sua mulher, Mary Annesley, que fundaram lá a Escola Americana. Em 1906, foi adquirido pelo médico também estadunidense Lauriston Job Lane até os anos 40 quando foi adquirida pela Prefeitura de São Paulo. Neste site há informações sobre horários de visita e agendamento:

Restaurantes na Consolação em SP próximos:

Ici Bistrô

Neste francês, vale provar a costela bovina cozida ao pastis com azeitona e purê de batata. Serve ainda um almoço executivo generoso.

http://www.icibistro.com.br/

Jardim de Napoli

Tradicional cantina paulistana, cujo carro-chefe é o polpetone, recheado com muçarela e coberto por molho de tomate.

https://www.facebook.com/JardimDeNapoli

Museu Judaico de São Paulo

Este importante e novo museu da cidade de São Paulo mostra por meio de exposições e conteúdos as diversas fases migratórias da comunidade judaica. São mais de dois mil itens catalogados, trazidos nas malas dos imigrantes. Entre eles um talit (xale de rezas) com mais de 150 anos, talheres vindos de um campo de concentração, documentos, objetos de culto religioso e uso cotidiano

http://novo.museujudaicosp.org.br/

Restaurante próximo:

Cantina Lupi Di Capri

A tradicional cantina italiana tem menu de massas e carnes, em ambiente simples, colorido e descontraído.

http://www.cantinalunadicapri.com.br/

TEATROS

Teatro Commune

O Teatro COMMUNE faz parte do grupo Commune Coletivo Teatral. É um espaço multifuncional e conta com galeria de exposições e sala de espetáculos com capacidade para 85 pessoas. Fica na própria rua da Consolação, entre o Mackenzie e o Tribunal do Trabalho (sentido Centro-Paulista). A programação está sempre destacada em seu site: http://www.commune.com.br/

Restaurante próximo:

Cintra Café

Serve doces, salgados e sanduíches. A poucos passos do Teatro Commune.

https://www.cintracafe.com.br/

Teatro Shopping Frei Caneca

Fundado em 2005, recebe espetáculos de teatro, shows, musicais e gravações de programas. Fica dentro do Shopping de mesmo nome e oferece todas a sua programação e preços no site:

http://teatrofreicaneca.com.br/

Restaurantes próximos:

Praça de alimentação do Shopping Frei Caneca

Restaurantes na Paulista e Consolação: 30 dicas

Restaurantes na região da Paulista e Consolação são fáceis de se encontrar. As imediações da avenida mais famosa de São Paulo e do bairro vizinho são pródigas em ótimo endereços, que servem refeições saudáveis, veganas, caseiras, para o dia a dia, a preços baratos ou mais caros, com receitas sofisticadas para momentos especiais. Muitos apesentam wi-fi grátis. Vamos a eles:

Bom e baratos

Trampolim Startup Café

A 150 metros do metrô Paulista e a 250 do metrô Consolação, este mix de café e restaurante variado serve ótimas sopas para combater o friozinho do inverno, pratos leves, como saladas, paninis, estrogonofe e espaguete vegano, além de uma grande variedade de refeições para o almoço a trabalho do dia-a-dia. Um deles é o picadinho da casa; outra boa pedida, o nhoque de batata-doce com manjericão e tomate. Os preços são camaradas e variam entre R$ 15 e R$ 29 em média. E clientes cadastrados no programa de fidelidades do restaurante (gratuito) ganham sobremesas grátis. Em janeiro de 2021 a oferta era de sorvete de creme.

Para conhecer o programa acesse aqui

Para quem só busca beliscar, depois ou antes de uma sessão no cinema Bela Artes (ao lado) ou pós passeio pelos museus e galerias da avenida Paulista ou lojas de decoração da Consolação, vale a seção de sobremesas do cardápio: além do sorvete, tem petit gateau, brownie, torta de churros…

R. da Consolação, 2303 – Consolação

Confira aqui o cardápio.

www.cafetrampolim.com.br

Trampolim_café_restaurante_consolação_paulista_sp
Trampolim Startup Café, restaurante bom e barato na Consolação, ao lado
do metrô Paulista, em São Paulo

Ciccillo Pizzaria

Além de pizzas artesanais, a casa oferece pratos, chopes e coquetéis em ambiente contemporâneo e criativo.

Cantina Piolin

Um clássico da Consolação, sempre servindo pratos tradicionais cantineiros como lasanhas, sofiolis e pizzas.

http://www.cantinaepizzariapiolin.com.br/

Exquisito

Mistureba animada de loja, lanchonete e restaurante com cardápio de clara tendência mexicana e sul americana.

https://www.facebook.com/barexquisito/

Taqueria La Sabrosa

Especializada em comida mexicana: guacamole, tacos, bebinhas. A fachada, toda rosa e com janelinha azul, dá um tom simpático e acolhedor. Os pedidos são feitos diretamente no caixa e pagos na hora. Os clientes levam sua bebida até uma das mesas ou balcões com bancos altos que compõe o ambiente e aguardam até que o pedido seja entregue pela equipe.

https://www.facebook.com/taquerialasabrosasp/?id=1496593203904239

Restaurantes na Paulista e Consolação: Cozinha com chefs famosos

Capim Santo

O Capim Santo reflete um Brasil tropical com um lindo jardim, um oásis no meio de São Paulo. Mesas de madeira arredondadas, cercadas por cadeiras amarelas, se espalham por um grande terreno arborizado. No menu estão as receitas de chef Morena Leite, que vão de moqueca a risoto, de barriga de porco com favas e molho de tangerina a peixes com acompanhamentos tropicais.

http://restaurantecapimsanto.com.br/restaurante/sao-paulo/

Tappo Trattoria

Receitas clássicas de cantina italiana e outras inovadoras em restaurante comandado pelo chef Benny Novak, que também chefia o Ici Brasserie. Tudo é servido em um ambiente descolado: lembra um vagão de trem, com bancos na lateral e bar nos fundos.

http://www.tappo.com.br/

Wanderlust

Inspirado em destinos turísticos, o bar oferece petiscos, coquetéis e música, em ambiente moderno e descolado. Também serve refeições, como rigatonni com cogumelos, Steak de angus com fritas e risoto com burrata e tomates secos.

https://www.thefork.com.br/restaurante/wanderlust-bar-e-cozinha-r476521

A Baianeira – MASP

A filial dentro do MASP vive cheia assim como a matriz na Barra Funda, onde a chef Manuelle Ferraz, natural de Almenara, no Vale do Jequitinhonha, se instalou há seis anos para morar e criar suas receitas, inspiradas nos pratos da infância e adolescência em Almenara. No MASP, A Baianeira traz novidades. A primeira é uma carta especial de drinques, preparada por Néli Pereira, do Espaço Zebra, que assina o bar. Por fim, o brunch aos fins de semana, que aqui vai se chamar Café tardio, mais ao gosto brasileiro.

https://masp.org.br/abaianeira

Balaio – IMS

Chefiado por famoso chef Rodrigo Oliveira (Mocotó), o Balaio é, como o nome diz, um cesto que mistura as diferentes culturas culinárias do país. Fica no térreo do Instituto e trabalha no almoço e no jantar. Os pratos são individuais, como o arroz de linguiça bragantina ou para compartilhar, como a moqueca de caju. Tem opções vegetarianas e para a happy hour, petiscos e coquetéis exclusivos. No quinto andar, funciona também o Balaio café, com pães de fermentação natural, bolos e cafés.

https://balaioims.com.br/

Jiquitaia

Carolina Bastos Moreira Pinto, a Nina, e Marcelo Corrêa Bastos comandam esta casa que se tornou sinônimo de comida brasileira em São Paulo, fazendo muito sucesso e muitas filas.

Tasca da Esquina

Especializado em delícias portuguesas, é chefiado por Vitor Sobral – um dos grandes nome da gastronomia lusa em Portugal. Ele se juntou neste moderno restaurante da Alameda Itu, 225, com Hugo Nascimento e Luís Espadana e serve suas refeições em ambientes voltados para rua ou na calçada, em mesas altas e descontraídas.

https://tascadaesquina.com/pt-br/

Restaurantes na Paulista e Consolação: tradicionais

Sujinho

Outra instituição de São Paulo. Nasceu há mais de 60 anos e costuma receber desde sempre  boêmios à noite em busca de seus lanches e pessoas a trabalho no almoço. Os que gostam de curtir a madrugada paulistana, o restaurante da Consolação fica aberto até 5h da manhã. O carro-chefe do cardápio é a bisteca bovina. 

http://www.sujinho.com.br/Sujinho/

Casimiro Ristorante Dal Tatini

Em sua quinta geração de cozinheiro, este clássico restaurante italiano de São Paulo na Consolação serve de Camarão Mary Stuart com maça, creme de leite fresco e flambado no whisky acompanhado de arroz branco até o tradicional Risotto à Milanesa com Zaferano. Apesar da tradição, o ambiente é moderníssimo e os vinhos, além das instituições viníferas italianas, passeia por países como Israel, Chile, Espanha e Portugal.

https://casimiroristorante.com.br/

O Mestiço

Cozinha contemporânea variada, com especialidades tailandesas e toques baianos.” Este é o conceito do Mestiço, desde seu início em 1997.

http://www.mestico.com.br/

América

Famosa rede de comida rápida, serve de sanduíches a pratos feitos, massas e sobremesas. As unidades contam com espaços kids e ambiente colorido. Sua unidade na avenida Paulista fica próxima ao metrô Consolação.

https://www.restauranteamerica.com.br/restaurantes/paulista

Sancho Bar Y Tapas

Serve a autêntica culinária espanhola, com tapas muito famosas e uma seção de pães e massas elogiável. Entre os pratos que valem a visita estão bife chorizo, moleja de terneira e a paella del mar. Outro destaques são os vinhos, com uma carte especial selecionada pelos dois sócios da casa.

http://www.sanchobarytapas.com.br/

Antonietta Cucina

A discreta portilha ao lado do cemitério da Consolação leva a um imponente ambiente que lembra uma casa requitada e moderna. Nela, o restauranteur Milton Freitas e o sommelier Alessandro Tagliari oferecem aos seus clientes pratos clássicos de pastas, carnes e peixes e receitas próprias do chef italiano Antonio Maiolica, responsável pelas cozinhas do Antonietta, em conjunto com o chef Rafael Januzzi. Para acompanhar todos esses sabores, o Antonietta conta com uma carta de vinhos com mais de 150 rótulos.

Pateo da Luz

Na avenida Paulista, dentro do shopping Center 3, exibe em sua decoração mais de 80 mil pregadores de roupas que forram o teto principal dando a atmosfera informal. Os pratos passeiam pela gastronomia variada no almoço e rodízio de pizzas no jantar.

http://www.pateodaluz.com.br/

Cantina do Piero

De pai para filho a três gerações a Cantina do Piero Il Vero foi fundada em novembro de 1990 nos Jardins. Seu fundador, o italiano Pier Luigi Grandi, trabalhou com grandes nomes da gastronomia, como o de Giovanni Bruno. No restaurante da Haddock Lobo, 728, prepara clássicos como risotos, massa e carne à moda cantineira, com receitas tradicionais e fartas.

http://cantinadopiero.com.br/index.html

Manai Gastronomia

Rede de restaurantes fundada em 2009 e que serve na especialidade variado. Possui dois endereços na região da Paulista e Consolação, abrindo apenas para almoço nelas: na Alameda Santos, 1219, e na rua Augusta, 1605. Os ambientes são amplos e rústicos.

https://www.manaigastronomia.com.br/

Gopala

Vegetariano, com destaque para opções ovo-lacto-vegetarianas em menus que mudam a cada dia da semana. Funciona na rua Antônio Carlos, 413

http://www.gopalarestaurante.com.br/
Restarantes de redes

Divino Fogão

https://www.divinofogao.com.br/

Viena (Conjunto Nacional)

http://viena.com.br/lojas/viena-express-shopping-conjunto-nacional/

Méqui 1000 – Mc´Donalds Avenida Paulista

https://www.mcdonalds.com.br/enderecos

Abraccio

Tem unidade na Avenida Paulista, 2064, dentro do Shopping Center 3.

http://www.abbracciorestaurante.com.br/

Restaurantes na Paulista e Consolação: outros imperdíveis

Planetas SP

http://www.planetas-sp.com.br/

O Mineiro

https://www.ifood.com.br/delivery/sao-paulo-sp/o-mineiro-consolacao/2047de77-5c30-42df-b368-b002b1199f7d?utm_medium=share

Restaurante Jabuticaba

https://www.tripadvisor.com.br/Restaurant_Review-g303631-d7645912-Reviews-Jabuticaba_Gastronomia-Sao_Paulo_State_of_Sao_Paulo.html

Mercearia do Francês

Gostou do nosso conteúdo sobre Restaurantes na Paulista e Consolação? Quer saber mais sobre a gastronomia na Consolação e Paulista? Acesse então o nosso guia de cafeterias para estas duas regiões:

https://cafetrampolim.com.br/2020/06/30-cafes-na-regiao-da-paulista-e-consolacao/

Museus virtuais que apoiam diversidade e temas sociais

Ficar muito em casa também pode ser sinônimo de aprendizado. Graças à tecnologia, podemos realizar visitas virtuais e gratuitas a diversos museus virtuais que apoiam a diversidade social. São tours online em 360 graus, nos quais visualizamos as obras em alta resolução e conhecemos os interiores de cada sala.

Selecionamos aqui quatro museus que refletem sobre nossa cultura ou colocam como personagens principais tipos sociais marginalizados em nossa sociedade, mostrando sua história e contribuições ao país.

São eles:

Museu Afro-Brasil

Museu Casa Portinari

Museu Índia Vanuíre

Museu da Pessoa

Aproveite e chame quem mora com você para compartilhar as descobertas deste passeio virtual.

Museu Afro-Brasil

O Museu Afro Brasil fica no Pavilhão Padre Manoel da Nóbrega, dentro do Parque do Ibirapuera. Em 11 mil metros quadrados, você consegue conhecer parte do acervo de 6 mil obras sobre diversos aspectos do universo cultural africano e da importância do afro-brasileiro na construção de nossa sociedade.

Pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas, de autores brasileiros e estrangeiros, foram produzidos entre o século XVIII e os dias de hoje.

No tour virtual, é possivel visitar 3 andares do museu em 360°, além de ler os painéis explicativos de obras de diversas exposições.

museu-virtual-afro-brasil-sp
museu-afro-brasil-sp-tour-virtual-painel

Museu Casa Portinari

Cândido Portinari é um dos maiores pintores brasileiros de todos os tempos. E sua temática tinha grande foco social. As festas populares, as favelas, as condições dos trabalhadores rurais, principalmente nas fazendas de café, estão em suas obras de maior destaque.

Viveu no Rio de Janeiro, mas nasceu em Brodowski, no interior de São Paulo, onde passou sua infância e costumava voltar para períodos de descanso. Sua casa hoje virou centro cultural, que mostra sua arte e história. Na visita virtual do Museu Cândido Portinari, o usuário pode conhecer as principais salas da casa e obras expostas, como desenhos, pinturas e afrescos.

museu-casa-portinari-tour-virtual

Museu Índia Vanuíre

Conhecer a cultura e história das diferentes comunidades indígenas brasileiras é um dos focos deste museu, que também mostra a história da aldeia indígena Vanuíre, que vivia na região de Tupã (SP), onde o India Vanuíre está localizado. O acervo consta de 38 mil peças, com vestimentas, trançados, tecidos e muito deste acervo pode ser conferido na visita virtual do Museu Índia Vanuíre.

tour-virtual-museu-índia-vanuíre

Museu da Pessoa

“Todo o ser humano importa” é o lema do Museu da Pessoa, que conta histórias de pessoas comuns, conectando-as por meio de suas experiências e sentimentos. Nele, você pode aprender, por exemplo, como algumas pessoas vivenciaram sua infância, registros dos seus relacionamentos maternos; costumes, como o uso das bicicletas pelos seres-humanos ao longo da história, a vivência do esporte, a história da cidade de São Paulo, da ditadura militar no Brasil entre outros. O museu também valoriza a inovação, o empreendedorismo, a colaboração e a democratização da memória, a diversidade. Fica na Vila Madalena, mas o acervo de imagens e textos está disponível para qualquer um via internet.

O Trampolim Startup Café é um espaço de coworking, cafeteria e restaurante que apoia a diversidade, a cultura e o empreendedorismo social.

Rua da Consolação: história e curiosidades

A rua da Consolação é uma das mais antigas vias de São Paulo. Sua história começou ainda no século 16, quando era apenas uma estrada de terra que unia o que hoje é o bairro de Pinheiros ao centro da cidade. Hoje reúne, escritórios, lugares imperdíveis para se divertir , alguns dos coworkings paulistanos e espaços de eventos.

Aqui, vamos contar cinco curiosidades sobre ela, a casa do nosso Trampolim Startup Café.

Antes de tudo: caminho de Pinheiros

Em meados do século 16, a Consolação era conhecida por Caminho de Pinheiros. O atual bairro de Pinheiros (já com esta denominação) reunia algumas chácaras produtoras de hortaliças. A estrada de terra começava onde hoje está a rua Direita, no Centro, cortava o Anhangabaú e subia no sentido de Pinheiros. Dali prosseguia na chamada Estrada de Sorocaba, um caminho de tropeiros que ligava São Paulo ao Rio Grande do Sul.

A origem: a Capela de Nossa Senhora da Consolação

A Consolação virou Consolação com a construção da Capela de Nossa Senhora da Consolação, em 1799. Consta que a imagem da santa, colocada no altar simples, foi encontrada perdida na estrada. Acredita-se que algum padre agostiniano (a ordem clerical difunde a devoção à santa), após rezar uma missa no caminho, a tenha deixado no lugar. O fato é que capelinha virou referência e a estrada passou a ser assim chamada.

A igreja da Consolação

A antiga capela foi demolida no início do século XX para dar lugar à atual Igreja da Consolação. O bairro já era outro, influenciado pelos barões do café, que dominavam uma cidade próspera. A pedra inicial foi lançada em 1909, com projeto do arquiteto Maximilian Emil Hehl, alemão radicado no Brasil que também é autor da Catedral da Sé. Ficou pronta em 1959. Tem estilo neorromânico, em voga na época, e em seu interior obras de Oscar Pereira da Silva e Benedito Calixto.

Velódromo, estádio e rua Nestor Pestana

Na Consolação funcionou um velódromo, que reunia a elite paulistana. Na época, o ciclismo era um esporte da moda na Europa. Foi Antonio Prado Jr., neto de d. Veridiana Prado, quem teve a ideia de trazê-lo para São Paulo. O terreno ficava entre o que é hoje as ruas Martinho Prado e Olinda. Ali, foi construída uma raia de 380 m de comprimento, com arquibancadas cobertas. Foi inaugurado em 1896, mas funcionou por poucos anos. Logo tornou-se estádio de futebol, recebendo as partidas do recém-criado Campeonato Paulista. Foi estádio até 1915, quando desapropriaram a área para a abertura da rua Nestor Pestana.

Dona Veridiana

A história da rua da Consolação está intrinsecamente ligada à vida de uma mulher: Veridiana da Silva Prado. Dona Veridiana, como sempre foi conhecida, era uma aristocrata, filha de um barão de café que também plantava cana-de-açúcar. Casou-se aos 13 anos com um tio, meio-irmão de seu pai, obrigada por um arranjo familiar para manter os bens da família, prática comum entre a burguesia paulistana do século 19. Teve seis filhos e os criou na chácara que mantinha com o marido e que tomava boa parte do que hoje é a rua da Consolação. Culta e inteligente, chocou a sociedade ao se divorciar aos 53 anos e tomar a frente dos negócios da família, multiplicando a fortuna e tornando-se um dos nomes mais influentes da sociedade paulistana do início do século 20. Está enterrada no cemitério da Consolação.  

Consolação: 8 lugares imperdíveis para se divertir

Por Eduardo Merli

De origem religiosa e fundado no século 18, o bairro da Consolação somou influências das mais diversas com o tempo e hoje é o epicentro da diversidade cultural de São Paulo. Cafés, teatros, cinemas, galerias de roupa, espaços culturais e baladas alternativas e inclusivas pontilham pelos seus 3,7 km². Conheça os lugares imperdíveis para se divertir na Consolação.

Como chegar na região

A estação Paulista (linha-amarela) é o melhor ponto para começar a explorar o bairro, pois fica perto das principais atrações. Ela se conecta com a estação Consolação (linha-verde). Na rua da Consolação também passam ônibus vindos de diversas regiões da cidade.

Como se locomover

Além do metrô e ônibus, o bairro é amplamente conectado por patinetes e bicicletas de aluguel. É possível caminhar por todos os principais pontos culturais sem grande estresse.

Melhores dias a horários

Na segunda, trabalhadores pagam meia entrada no Cine Belas Artes. Às terças, muitos museus e espaços culturais em São Paulo têm entrada gratuita. Aos domingos o movimento na região é reduzido em virtude do fechamento da avenida Paulista, portanto se torna um dia interessante para conhecer alguns dos lugares para se divertir na Consolação.

Onde comer

Depois das compras ou antes mesmo do passeio, o Trampolim Startup Café é boa pedida. Além de café, é restaurante, espaço de eventos. O café serve almoço e jantar no sistema bufê, de segunda a sexta, a partir de R$ 10 (até 200g). Jantar e aos fins de semana, cardápio à la carte, com preços e pratos que podem ser consultados pelo site. Um dos pratos hits da casa é o pudim de paçoca da Fabi, chef do café. Algumas receitas também, como a sopa de abóbora.

www.cafetrampolim.com.br

IMS – Instituto Moreira Sales

Além da arquitetura contemporânea e de ser bem próximo à Consolação (no fim da Paulista), o IMS reserva em seus nove andares exposições, cineteatro, biblioteca fotográfica e loja-livraria. Avenida Paulista, 2424 – Consolação. www.ims.com.br.

Passagem Literária

Venda de livros, exposições e até mesmo música ao vivo te aguardam nesta passagem subterrânea bem embaixo do primeiro farol da Consolação (no encontro com a Paulista). Endereço: ao lado do Riviera Bar e do Caixa Belas Artes

Petra Belas Artes

Conhecido pela programação alternativa que sempre privilegiou o cinema de arte e ofereceu exibições de filmes clássicos, o Belas Artes se tornou um ponto de resistência aos cines comerciais. Neste mês, exibe uma programação especial com os filmes candidatos ao Oscar. Endereço: Rua da Consolação, 2423. https://www.belasartescine.com.br/

Espaço Desmanche

Antigo Vegas, uma das baladas mais famosas da Rua Augusta, o Desmanche abriga duas pistas de dança com iluminação em led digital, mezanino, lounge e decoração inspirada em desmanches de carros dos anos 70. Semanalmente acontecem festas alternativas com djs e músicos que tocam do rock à música eletrônica. Rua Augusta, 765. http://espacodesmanche.com/


Cemitério da Consolação

São mais de 300 esculturas e mausoléus. No cemitério estão sepultados Mário de Andrade, Tarsila do Amaral, Militão Augusto de Azevedo, a família Matarazzo, a Marquesa de Santos e Monteiro Lobato. Lá também está a Pietà (rua 35, terreno 1), uma escultura impressionante de granito feita em 1923 por Victor Brecheret, grande escultor modernista.

As visitas guiadas, para o público geral, no Cemitério da Consolação, acontecem todas as terças e sextas-feiras às 14h.

Já para grupos escolares acontecem todas as quartas-feiras, às 10h e às 14h, somente neste dia e horários.

Os interessados devem entrar em contato através do e-mail: assessoriaimprensa@prefeitura.sp.gov.br.

Rua da Consolação, 1660.

Endossa

Reúne várias marcas descoladas nos diversos boxes espalhados pelo espaço. O público encontra por ali itens de decoração, vestuário, acessórios no geral e até produtos mais criativos. Há sempre novas marcas chegando.

Endereço: R. Augusta, 1372 – Consolação https://endossa.com/

Frou Frou Vintage

É um dos lugares mais descolados para garimpar roupas na capital paulista. Tem uma pegada vintage e que valoriza a moda sustentável, mas você pode encontrar peças de grande marcas famosas também.

R. Augusta, 725 – Consolação. https://froufrouvintage.com.br/

Espaço Fábrica Augusta

Espaço colaborativo que reúne diversos aspectos da vida paulistana: arte, design, moda e entretenimento. Por ali, você vai encontrar um pouco de tudo: objetos de decoração, roupas, obras de arte, acessórios e até bar.

R. Augusta, 1283 – Consolação. https://www.facebook.com/fabricaaugusta/